Crónicas

A Globalização está na ordem do dia e faz parte do nosso léxico há tanto tempo, que já nem nos lembramos que começámos a falar nela no final do século passado, o que, comparado com a metodologia encontrada por Fernand Braudel para medir a História, na sua obra “História das Civilizações”[1], não foi assim há tanto tempo. Aliás, de acordo com os Ciclos da História de Braudel, não foi há tempo nenhum.

Nos passados dias 6 e 7, realizou-se em Oeiras o VII Congresso da ANESPO – Associação Nacional de Escolas Profissionais – sob o lema “A Educação e Formação no Contexto Nacional e Europeu”.

Dar uma visão de futuro e para o futuro do ensino profissional.

 

 

Diretora da EPET, Rita Lourenço, revela o alargamento da oferta formativa desta escola profissional e realça algumas das novidades para o próximo ano letivo.

Porque é que os alunos devem escolher a EPET – Escola Profissional de Estudos Técnicos?

Porque aqui vale a pena. É o nosso lema, é verdade, mas acreditamos que ajudamos a construir o futuro dos nossos alunos, deixando um cunho positivo nas suas vidas. Além de um corpo docente dedicado, em que cada aluno é visto como único, temos uma equipa diretiva (diretora pedagógica, coordenadores, diretores de turma e um serviço de psicologia e orientação) que monitoriza constantemente o percurso dos seus alunos, orientando-os para o sucesso.

Testemunhos